PT / EN

November 22 — conference, meetsss, portimao, shesaidso, women in the music industry

Entrevista com Ben Turner no Meetsss

O Meetsss aconteceu em Portimão em Outubro passado mas foi tão intenso que ainda há conversas interesantes para partilhar com os nossos leitores. Uma delas foi com Ben Turner, uma referência no mundo da música, pelo seu trabalho como jornalista e fundador da revista Muzik, como agente de Plastikman e de Sama ou pela sua visão ao criar o International Music Summit, em Ibiza. Ben Turner foi um dos convidados para falar sobre o seu percurso, numa conversa em palco com Andreea, e participou num painel sobre saúde mental. Fazia anos nesse dia, veio de Los Angeles, onde deixou a mulher grávida, porque achou imprescindível estar presente. É um feminista.

Isabel Lindim

Camille Leon & Sickonce

Se ainda não leste sobre o Meetsss, tens aqui um resumo. Ou aqui uma das melhores críticas feitas ao evento, pela Electronic Groove.

Sentes que este evento é importante?

Sim, foi por isso que voei meio mundo para estar aqui. Tenho visto o poder da comunidade shesaid.so e tenho feito os possíveis para a integrar em projectos nos quais estou envolvido. Mas vê-las no nosso evento em Ibiza foi ver uma pequena parte do que são capazes, e daquilo em que acreditam. Faz sentido terem o seu próprio fórum, os seus próprios debates, as suas discussões, e realçar os assuntos que são importantes para elas.
Acho muito importante homens virem aqui, ouvirem e integrarem-se. Sabia que a Andreea não queria que este evento fosse 98% composto por mulheres, mas temos que começar de alguma maneira… Acho que é mesmo importante ouvir as lutas que as mulheres têm travado nesta indústria.

E sentes que pode fazer parte desta mudança, para que estes assuntos sejam debatidos?

100%! Tenho de usar o que criei, que é a IMS (International Music Summit), é uma plataforma que está aqui para as pessoas, para a indústria da música, por isso quero ouvi-las.

Sem receios dessa abertura?

Sim. Estou aberto a todas as críticas… Alguém disse que tenho acções na shesaid.so, que tinha um interesse financeiro, e quando ouço isso fico zangado e triste, porque mostra que as pessoas questionam as tuas intenções. Claramente, há uma preocupação, as pessoas querem transparência, por isso deve-se transmitir como é que esta comunidade existe, como é que faz dinheiro. Acho importante esse esclarecimento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *